VOCATUS ATQUE NON VOCATUS DEUS ADERIT

É uma frase que Carl Jung achou no Adagia de Desiderius Erasmus e talhou em sua casa na Suiça.

Em uma carta de 19 de novembro de 1960, Jung explica a inscrição:

A propósito, você procura em vão o enigmático oráculo “Vocatus atque non vocatus deus aderit” em Delfos: ele está esculpido em pedra acima da porta da minha casa em Küsnacht, perto de Zurique, e também é encontrado na coleção de Adagia de Erasmo (século XVI). É, no entanto, um oráculo délfico. Diz: sim, o deus estará presente, mas de que forma e com que propósito? Coloquei a inscrição ali para lembrar meus pacientes e a mim mesmo: Timor dei initium sapientiae [“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria.”]. Aqui começa outra estrada não menos importante, não a aproximação ao “Cristianismo”, mas a Deus mesmo, e isso parece ser a questão última. (1)

Referencias

(1) Jung, C.G. (1975) Letters: 1951-1961, ed. G. Adler, A. Jaffe, and R.F.C. Hull, Princeton, NJ: Princeton University Press, vol. 2.


Posted

in

Written by

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *